Esse Filhote Abandonado Entrou Na Frente Do Carro Para Pedir Socorro

Poucas coisas quebram tanto o coração quanto um filhote de cachorro abandonado que fica com aquela carinha triste procurando o seu dono. Esse tipo de cena infelizmente é muito comum no mundo todo.

Nesse tipo de cenário a maiorias dos filhotes acaba ficando muito confusa e não sabe o que fazer, pois ficam congelados por estarem longe da sua ninhada. Mas alguns são mais corajosos e tentam sair dessas situação por conta própria. Confira a história a seguir de um filhote super corajoso!

O abandono do pequeno filhote de cachorro

Era um dia comum no interior da Grécia quando os moradores da vila notaram que um carro parou e saiu depressa daquele lugar. De início eles não entenderam muito bem o que tinha acabado de ocorrer. No entanto, bastaram alguns minutos e a ficha caiu.

Aquele carro tinha acabado de cometer uma grande crueldade, pois tinha parado ali na vila apenas para abandonar um pequeno filhote de cachorro totalmente indefeso!

A população local já estava acostumada com esse tipo de cena triste e infelizmente, não fez nada pelo pobre filhote. Mas, esse era um filhote diferente e ele estava convicto de que queria muito sobreviver.

O indefeso cachorrinho e sua grande coragem

Apesar de muito pequeno, o filhote não aceitou o destino que era certo dos cães que são abandonados nesse local – a morte. Ele começou a latir para chamar a atenção da população. Era com ose estivesse clamando por socorro. Porém, parecia ser em vão…

Jeniffer, uma menina da vila, conta que queria muita ajudar o pequeno cão, mas seu pai não deixava que ela fosse até ele, pois eles já tinham muitos cães em casa. Mas, ainda sim, ela ficou observando de casa o que o corajoso filhote estava fazendo. Foi então que ela se assustou!

O pequeno cachorrinho notou que um carro estava passando pela pacata estrada e entrou na frente do veículo. Era uma atitude desesperada para conseguir ser resgatado….e funcionou!

Por um milagre quem estava dentro do carro era Carine, uma voluntária do abrigo de cães da cidade vizinha. Obviamente ela parou o carro e recolheu o pequeno filhote. Isso foi tudo que Jeniffer conseguiu perceber…

Para onde o filhote foi levado?

Como dito anteriormente, o filhote deu uma grande sorte de ter sido resgatado justamente por uma voluntária do abrigo de animais. Isso foi muito importante para agilizar o seu processo de adoção.

Sim – ele foi adotado! E hoje se chama Thor, vivendo com mais outros 2 cães e 1 gato na Grécia. Infelizmente, não conseguimos uma foto dele ainda. Mas o nosso coração já se aquece em saber que ele foi resgatado!

A lição que ele nos deixou

Pode parecer apenas mais uma história de cachorro abandonado, mas Thor nos deixou uma grande lição: jamais desista!

Se ele tivesse desistido de tentar chamar a atenção das pessoas, ele provavelmente estaria morto, pois a grande maioria dos cães abandonados termina assim, infelizmente.

O que fazer quando se encontra um filhote abandonado

Sua primeira reação ao descobrir uma ninhada de filhotes de cachorro ou gatinhos sem mamãe pode ser dolorosa. No entanto, antes de agir, é importante avaliar a situação.

Se você encontrar uma ninhada de filhotes de cachorro ou gatinhos que foram abandonados por um dono irresponsável, entre em contato com o abrigo local imediatamente. Se for tarde ou os abrigos não tiverem capacidade para cuidar de uma ninhada de recém-nascidos, você pode optar por acolhê-los.

O que fazer se você encontrar uma ninhada de filhotes ou gatinhos recém-nascidos

Durante a primavera e o verão, não é incomum que gatos ferozes ou gatos e cachorros sem-teto entreguem uma ninhada em um local que consideram seguro.

Passo 1: espere e observe

É possível que você tenha encontrado esses filhotes ou gatinhos enquanto suas mães estão em busca de comida. Para gatos selvagens ou sem-teto, é recomendado ficar longe dos gatinhos para ver se a mãe gata retorna. Isso pode levar horas, mas gatinhos saudáveis ​​podem sobreviver contanto que estejam em um local quente e seguro.

Deixe a mamãe gata cuidar de sua ninhada. O recomendado é retirar os gatinhos apenas se eles estiverem enfrentando perigos imediatos, como hipotermia em temperaturas frias, ou se houver ameaça de vida selvagem ou outros animais soltos na área.

Enquanto isso, você pode fornecer comida para ajudar a alimentar a mãe gata. Quando os gatinhos atingem de seis a oito semanas de idade, eles podem ser socializados e colocados para adoção. Também é importante que a gata mãe seja castrada para evitar mais ninhadas. Entre em contato com o controle de animais local ou abrigos que podem ajudar.

Leve a mamãe cadela e sua ninhada para um abrigo de animais. Se a mãe dos filhotes retornar, você pode tentar levá-la junto com os filhotes para um abrigo de animais local. Caso ela seja muito brava, é mais seguro entrar em contato com os serviços locais de controle de animais.

Passo 2: caso a mãe da ninha não apareça

Se a mãe da ninhada foi ferida ou não voltou, os filhotes ou gatinhos precisarão ser alimentados com mamadeira até que sejam desmamados. Entre em contato com os abrigos locais para ver se eles podem receber uma ninhada de animais recém-nascidos. Você pode ser aconselhado a assumir a responsabilidade de cuidar deles m sua casa, caso eles não tenham pessoal ou capacidade.

Como cuidar de filhotes

Filhotes e gatinhos com menos de seis semanas de idade que não têm mãe têm algumas necessidades cruciais.

  • Forneça calor e abrigo. Cachorros e gatinhos não podem suportar temperaturas frias por muito tempo, por isso é crucial colocá-los dentro de uma casa quente e envolvê-los em um cobertor ou embrulhar uma bolsa de água quente em um cobertor como fonte de calor, se necessário.
  • Faça com que eles sejam examinados por um veterinário. Filhotes não podem lutar contra doenças como um cão ou gato adulto, por isso é importante verificar se não há sinais de doença ou lesão. Seu veterinário também pode aconselhar sobre como alimentar e cuidar da ninhada com base na idade estimada.
  • Mamadeira para dar-lhes nutrição adequada. A nutrição é muito importante nessas primeiras semanas de vida, e cachorros e gatinhos recém-nascidos não devem beber leite de vaca normal de uma mercearia.

Pode parecer assustador e muito complicado, mas a realidade é que cuidar de filhotes só exige paciência.