Essa Gata Heroica Entrou No Celeiro Em Chamas Para Salvar Seus Gatinhos

Mais uma vez, somos lembrados de que as mães gatas são algumas das melhores mães. Este episódio em particular não é apenas uma demonstração de amor incondicional. É um resgate dramático de arrepiar os cabelos e digno de um filme.

Esta gata semi-selvagem vivia em um celeiro canadense quando pegou fogo. Sua ninhada de gatinhos ainda estava lá dentro, ela correu várias vezes para tentar resgatá-los.

Infelizmente, ela só foi capaz de recuperar um de seus bebês. De acordo com Furget Me Not Animal Rescue, que acabou levando os dois gatos, a mãe sofreu queimaduras graves “por todo o corpo”, juntamente com a inalação de fumaça.

O desfecho da gata na clínica veterinária

“Esta linda mamãe é uma heroína”, escreveu o veterinário no Facebook.

Segundo o médico veterinário a mãe estava sofrendo de uma “dor insondável” e mesmo assim não parava de cuidar do seu filhote recém salvo, pois ele também estava coberto de queimaduras na barriga, patas e orelhas.

“Quando há situações de emergência como essa, não importa o quão cansados estejamos, eu sempre faço o meu melhor, simplesmente não podemos deixar gatos como eles sofrerem, disse o veterinário.

A adoção dos gatos

A mãe e o gatinho têm longos caminhos pela frente antes de uma possível adoção. Ela já realizou exames de raios-X, sedação, antibióticos e tratamento para suas queimaduras. Suas orelhas queimadas e almofadas das patas vão se recuperar lentamente, escreveu o veterinário

Mais tarde, ambos precisarão ser esterilizados ou castrados e microchipados.

Em uma mensagem no Facebook, a ONG que os resgatou disse que a mãe e o bebê estão juntos em um lar adotivo. O filhote está até comendo sozinho!

Infelizmente, a adoção de animais em recuperação médica é muito difícil, pois as pessoas não querem ter o trabalho de cuidar todos dias das feridas dos pequeninos, elas preferem pets que estejam com a saúde plena.

Como Cuidar De Queimaduras Em Cães E Gatos

As queimaduras por fogo estão afetando muitos animais de estimação dentro e ao redor das áreas afetadas pelo fogo devido a essa época seca de Inverno. É muito importante que você saiba identificar e cuidar das queimaduras leves e graves.

As queimaduras podem afetar qualquer parte do corpo, mas uma área específica de preocupação são as patas. O melhor plano de tratamento para seu animal varia de acordo com cada caso individual – e com a extensão da queimadura.

Em uma situação ideal, esses animais irão direto ao veterinário local. É fundamental que esses animais sejam atendidos o mais rápido possível por um médico veterinário.

Embora pequenas queimaduras exijam tratamento menos intensivo e possam cicatrizar em uma semana, grandes queimaduras precisam de tratamento intensivo de seu veterinário local e isso deve ser iniciado o mais cedo possível.

Infelizmente, muitas pessoas não possuem acesso antecipado a um veterinário. Para esses casos, aqui estão algumas dicas que podem ajudar a segurar por um tempo até que a visita ao veterinário seja possível.

Verificação inicial

Use medidas apropriadas para não ser mordido – lembre-se de que esses animais podem estar muito estressados e com dor.

A irritação nos olhos causada pela fumaça é comum nos casos de queimaduras por incêndio. Por isso, faça uma verificação do nariz à cauda (incluindo a parte inferior das patas) para ver se há escoriações e ferimentos – enxágue os olhos com água limpa ou soro fisiológico.

Resfriamento

Duas horas após uma pequena queimadura, o resfriamento pode ser muito benéfico.

Se houver água corrente disponível, você pode enxaguar a área afetada com água fria por trinta (30) minutos.

Em muitos casos, a água corrente não está disponível ou é viável, então aqui você pode mergulhar a área afetada em um balde de água fria (você pode adicionar um pouco de gelo para esfriar a água, mas NUNCA aplique gelo na área afetada, pois isso pode causar mais danos )

Nas áreas afetadas que não podem ser imersas em água, você pode usar compressas frias, mudando o mais frequentemente possível para manter a área fresca e úmida por trinta (30) minutos.

Prevenção de Infecções Secundárias

A limpeza e o curativo devem ocorrer diariamente, a cada dois dias no máximo. Como dito acima – é essencial que você use medidas adequadas para não ser mordido.

Lavar a ferida. Use água da torneira, se possível, para remover toda essa sujeira e detritos. Embora não seja estéril, não há problema em usar água da torneira para isso. Assim que a maior parte da contaminação for removida, podemos usar solução salina estéril mais tarde.

Aplique um produto de limpeza tópico antibacteriano, como solução de Povodine-iodo que foi diluída em água a 1% para ficar com a cor de um chá fraco, ou solução de clorexidina diluída a 0,05%.

Depois que a área for limpa, outros agentes tópicos podem ser aplicados para reduzir a chance de infecção – medicação prescrita pelo seu veterinário é melhor para isso (sulfadiazina de prata) – se não houver acesso ao seu veterinário, mel de grau médico também possui atividade antibacteriana e pode ter efeito anti-inflamatório local.

Curativo. Aplique um curativo não aderente que cubra toda a ferida. Não deve aderir à área dolorida e não deve ser apertado a ponto de exercer pressão sobre a área queimada. Você pode aplicar primeiro uma gaze embebida em soro fisiológico, depois um pouco de enchimento e, por fim, uma atadura por cima. O curativo precisará ser trocado uma vez ao dia.

Restrição de exercício, amor e cuidado

Descanso, nutrição, hidratação e sensação de ser amado em um espaço seguro, aconchegante e limpo. Mantenha seu animal de estimação dentro de casa em condições de higiene. Certifique-se que não há fezes tocando o local da ferida.

Ajude a espalhar a coragem dessa mamãe!

ENTRE EM NOSSO GRUPO DO FACEBOOK E PARTICIPE DE SORTEIOS!