FIV Em Gatos: Tudo Que Você Precisa Saber

*Artigo escrito e revisado por um médico veterinário.

Um gato saudável representando a dificuldade de detectar a FIV quando o gato não apresenta sintomas específicos.
Créditos: Pixabay

Se você já esteve em um abrigo ou participou de resgate de animais, provavelmente já viu um gato rotulado como FIV-positivo. Esses gatos são normalmente isolados dos outros gatos e precisam ir para casas com outros gatos FIV-positivos ou sem outros gatos.

Então, o que significa FIV? E o que significa para um gato ser positivo para FIV?

Este guia contará tudo o que você precisa saber sobre o FIV em gatos – desde os sintomas e estágios até o tratamento e cuidados.

O Que é FIV?

O vírus da imunodeficiência felina (FIV) é um vírus encontrado em gatos domésticos que ataca o sistema imunológico. O FIV aumenta a suscetibilidade a infecções e outras doenças.

AIDS e FIV São a Mesma Coisa?

O FIV é o vírus que causa e pode eventualmente evoluir para a síndrome da imunodeficiência adquirida felina (AIDS), geralmente anos após a infecção inicial.

Como Gatos Contraem o FIV?

A forma mais comum de disseminação do FIV entre os gatos é mordendo.

A saliva de um gato FIV-positivo contém o vírus, então ele pode se espalhar para outro gato através de uma mordida.

Os gatos infectados com mais frequência são tipicamente gatos machos agressivos que podem vagar livremente.

Outra maneira pela qual o FIV pode se espalhar é da mãe gata para os filhotes, embora seja muito raro. Isso pode acontecer durante a gravidez, parto ou amamentação.

FIV é Contagioso?

O risco de transmissão entre gatos domésticos amigáveis que ficam dentro de casa é baixo.

Mas pode ser transmitido por meio de mordidas, portanto, os gatos FIV-positivos devem ser mantidos dentro de casa, onde não possam infectar outros gatos. Os gatos que não têm FIV podem ficar protegidos se você mantê-los dentro de casa também.

Embora o risco de transmissão por contato social / amigável seja baixo, não é impossível. Idealmente, os gatos infectados devem ser mantidos separados dos gatos não infectados para eliminar o risco de transmissão.

Se isso não for possível, lembre-se de que a transmissão é menos provável entre gatos em uma casa estável (os gatos não brigam, não há introdução de um novo gato, etc.).

Quais os Sintomas do FIV?

Como o FIV afeta o sistema imunológico de um gato, os sintomas só aparecerão quando o gato contrair uma infecção secundária.

Aqui estão alguns sinais de que o FIV pode ser um problema subjacente:

  • Febre
  • Letargia
  • Aumento do linfonodo
  • Salivação
  • Perda de peso
  • Abcessos
  • Diminuição do apetite
  • Diarréia
  • Abortos ou natimortos
  • Infecções crônicas ou recorrentes (respiratórias, pele, bexiga, olhos)
  • Conjuntivite e uveíte
  • Fraqueza
  • Convulsões
  • Mudanças de comportamento
  • Linfoma ou leucemia

Quais os Estágios do FIV?

Existem alguns estágios diferentes de FIV em gatos. Aqui está o que esperar em cada etapa.

Fase Aguda

A fase aguda ocorre após a infecção inicial. Alguns gatos apresentam letargia, febre ou aumento dos linfonodos. Esse estágio dura de um a três meses.

Infecção Latente

O período de infecção latente não apresenta sintomas e pode durar de meses a anos. Muitos gatos não irão além deste estágio.

AIDS Felina

Se um gato atinge esta fase da infecção, torna-se imunocomprometido e é suscetível a doenças secundárias. Isso geralmente ocorre anos após a infecção inicial. Os sintomas da AIDS felina são aqueles relacionados a infecções secundárias.

Fase Terminal

Quando um gato atinge a fase terminal, o prognóstico é de aproximadamente dois a três meses. Durante esse tempo, é comum ver infecções graves, câncer, doenças neurológicas, doenças imunomediadas, etc.

FIV Em Gatos Tem Cura?

Infelizmente, não há cura para o FIV em gatos, mas existem opções de tratamento que podem ajudar o seu gato FIV-positivo a viver uma vida saudável.

Como Tratar FIV Em Gatos?

A base do tratamento do FIV em gatos inclui o tratamento e a prevenção de infecções ou doenças secundárias.

Drogas imunossupressoras e esteróides devem ser evitadas.

Alguns medicamentos antivirais demonstraram ajudar gatos FIV-positivos com convulsões ou estomatite (inflamação da boca), mas não mostraram prolongar a vida de um gato ou reduzir a taxa de infecção ou gravidade.

Você pode ajudar a manter seu gato FIV-positivo saudável fazendo o seguinte:

  • Controlando parasitas (vermes, pulgas, carrapatos e etc)
  • Oferecendo uma dieta completa e balanceada
  • Visitando o veterinário a cada seis meses para exames de rotina e análises de sangue

Evite dietas que ofertem alimentos crus, pois eles podem causar doenças em animais imunocomprometidos.

Os Gatos Morrem de FIV?

Embora o FIV não resulte em morte em si, ele causa maior suscetibilidade a doenças que às vezes podem ser fatais, especialmente nos casos em que o vírus evoluiu para AIDS felina.

Gatos FIV-positivos que se tornam clínicos para a doença geralmente sucumbem a infecção secundária, câncer ou doença imunomediada.

Quanto Tempo Vive um Gato Com FIV?

Gatos com FIV podem ter uma expectativa de vida normal com excelente qualidade de vida; no entanto, por serem mais suscetíveis a doenças, doenças graves podem levar a um pior prognóstico.

Existe Vacina Para FIV?

Existe uma vacina que pode ajudar a fornecer proteção contra o FIV; no entanto, nem sempre é totalmente eficaz. A vacinação também levará a resultados falso-positivos, por isso é importante saber o histórico de vacinas de um gato antes de testar os anticorpos FIV.

Como Prevenir FIV Em Gatos?

A melhor maneira de prevenir o FIV em gatos é prevenir a exposição é:

  • Manter o seu gato dentro de casa
  • Esterilizar ou castrar seu gato
  • Manter o seu gato separado dos gatos FIV-positivos

Deixe Aqui O Seu Comentário