Esses Quatro Cães Estavam Bloqueando A Estrada Para Proteger O Seu Amigo Atropelado

Os cães de rua são muito comuns em muitas todas as partes do mundo e, por causa disso, às vezes tudo o que eles têm são uns aos outros.

Como donos de cães, sabemos como eles levam a sério o amor e a companhia, e é por isso que os chamamos de o melhor amigo do homem. Sua lealdade não tem fim, e a história abaixo prova exatamente isso.

Na China, quatro cães foram vistos sentados no meio da estrada em volta de um amigo que havia sido atropelado. Os filhotes estavam bloqueando o tráfego e fazendo carros contorná-los enquanto esperavam por ajuda.

Você pode notar no vídeo que um deles estava cutucando o corpo do cachorro como se fosse acordá-lo. Mas os cães são espertos. Em um ponto, eles perceberam que ele havia partido, mas mesmo assim continuaram a ficar de guarda e proteger seu companheiro. É o que eles fazem.

Os cães são conhecidos por serem animais de muito personalidade que podem exibir empatia e sentir dor traumática da perda (mesmo que temporária). É uma das razões pelas quais eles são animais de estimação tão maravilhosos. Esses quatro não estavam dispostos a deixar seu amigo no meio da estrada sozinho.

Cachorro atropleado: o que fazer?

“Meu cachorro foi atropelado por um carro” é uma frase que ninguém quer dizer, mas infelizmente isso acontece com os cães todos os dias. Caso seu cão seja atropelado por um veículo em movimento, ou caso você atropele um cão com seu próprio carro, continue lendo para saber o que fazer nessa situação.

Quer você seja o dono do cachorro, um observador ou o motorista do carro, é provável que seu primeiro instinto seja ajudar o cachorro, mas você deve se aproximar com cautela. Mover um cão ferido pode piorar os ferimentos.

Um cão ferido, assustado ou desorientado também pode estar propenso a morder, mesmo aqueles que tentam ajudar. Siga estas etapas para se aproximar e ajudar um cachorro atropelado por um carro:

  • Fique calmo: embora suas emoções possam parecer fora de controle, especialmente se for seu cão que foi atingido, é importante não entrar em pânico. Manter a mente limpa não apenas tornará mais fácil para você e para aqueles que estão tentando ajudar a cuidar do cão, mas os cães captam as emoções humanas e nos procuram em busca de pistas sobre como sentir ou reagir. Manter a calma ajudará a acalmar o cão e evitar que ele entre em pânico e ataque.
  • Chame a polícia ou o controle de animais: Essa é a responsabilidade do motorista, que deve permanecer no local até que o socorro chegue. Deixar o cachorro sem pedir ajuda ou tentar fornecer cuidados pode constituir um atropelamento e expor o motorista a acusações de crueldade contra animais. Mesmo que o dono do cão esteja no local, geralmente é recomendado que o motorista ligue e relate o incidente para cobrir todas as áreas. Enquanto estiver ao telefone, pergunte o que eles recomendam fazer. Embora as orientações a seguir tenham o objetivo de ajudá-lo, é melhor sempre seguir as instruções dos especialistas; eles podem recomendar que você adote um curso de ação diferente.
  • Coloque uma focinheira no cão para evitar ferimentos: Isso só deve ser feito se o cão não estiver vomitando, alertou a American Veterinary Medical Association, que também sugeriu o uso de meia, toalha ou rolo de gaze no lugar do focinho no caso de não ter uma focinheira. Em vez disso, os cães pequenos podem ser enrolados em uma toalha ou cobertor – tome cuidado para não enrolá-los com muita força e faça o possível para não movê-los mais do que o necessário.
  • Se necessário, tire o cão da estrada: só faça isso se puder ser feito sem arriscar a sua própria segurança. Caso contrário, espere a chegada de ajuda. Para mover um cão grande, deslize cuidadosamente uma prancha, cobertor ou toalha por baixo do animal para usá-lo como maca e, lenta e suavemente, levante o cão e carregue-o para o lado da estrada.
  • Verifique a identificação. Se os donos do cão não estiverem no local, faça o possível para contatá-los caso estejam listados na placa de identificação do cão e informe sobre o que aconteceu. Se nenhuma identidade estiver disponível, busque o centro de controle de animais da cidade.

Depois de seguir essas etapas, os donos do animal podem decidir para onde levar o cão para cuidados veterinários de emergência. Se o dono não puder ser encontrado, o motorista ou um bom samaritano pode decidir levar o cão a um veterinário.

Lembre-se de que, ao colocar o cão em seu veículo, você estará tomando posse dele e poderá ser obrigado a pagar adiantado pelos cuidados do cão. Embora você possa recuperar os custos com os donos, se esse não for um custo que você deseja ou pode cobrir, é melhor esperar pela polícia e deixá-los lidar com isso.